Translate

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

DoReMi Fantasy: Milon's Dokidoki Adventure - Super Famicom



DoReMi Fantasy é um título da Hudson Soft, produzido para o Super Famicom e lançado em 1996. Esse é mais um daqueles jogos que ficaram restritos apenas ao Japão, mas como nossos amigos do Rom Hack sempre estão dispostos a ajudar, o jogo foi traduzido para o Inglês e é bem simples encontrar ele já patcheado.

título é uma continuação de Milon's Secret Castle lançado para NES em 1986. O protagonista é o garoto Milos, e apesar de ser uma continuação o jogo é bem diferente. Milon's Secret é um jogo de plataforma com quebra-cabeça, e o jogo todo se passa no castelo de Garland

O jogo foi abordado em um episódio do AVGN, e ele critica bastante o jogo. Alguns aspectos do jogo são muito mal pensados e acabam atrapalhando bastante. Por exemplo, muitas portas e passagem que são necessárias para progredir no jogo estão muito bem escondidas, sendo necessário atirar uma bolha no local certo para poder encontrá-la, agora, imagine que os cenários tem um tamanho considerável, você vai perder muito tempo atirando em todas as partes, e isso é muito frustrante. Outros aspectos como passagens falsas que te levam para a entrada, a falta de um mapa para melhor orientar o jogador e tudo isso somado ao fato do jogo conter apenas uma vida dificultam muito a vida do jogador.


Mas esqueça esses problemas do jogo anterior, a Hudson Soft remodelou todo o jogo, e e sua estrutura agora é de um plataforma tradicional, daqueles bem caprichados e divertidos.


quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Os 15 Melhores Gráficos do Mega Drive


Na primeira postagem do blog fiz uma lista com os 10 jogos que na minha opinião tem os melhores gráficos do SNES, e agora dando continuidade resolvi fazer uma lista também do grande rival do SNES: o Mega Drive.

Quando comecei a escolher os jogos percebi que uma lista com apenas 10 títulos além de insuficiente seria também injusta. Então decidi escolher 15 jogos, e mesmo assim muita coisa bacana ficou de fora.

E não é uma tarefa nada simples, pois o console "monstro" da SEGA tem muitos jogos impressionantes do ponto de vista técnico e durante todo seu tempo de mercado (e após descontinuado também) mostrou muita coisa caprichada. Basta pegar os jogos de lançamento do console em 1988 e comparar com seus últimos lançamentos, dá para perceber que os desenvolvedores levaram o console a um nível incrível.

A arquitetura do console possibilitou que os desenvolvedores conseguissem realizar grandes feitos e muito disso graças ao diferencial do console: seu processador Motorola MC68000.

O Mega Drive não possui muitos efeitos que seus concorrentes possuem, como o Mode 7 no caso do SNES, mas graças ao seu bom processador muitos efeitos podem ser reproduzidos por software. Muitas limitações do console foram "superadas" graças a criatividade dos desenvolvedores, que sempre encontraram uma maneira criativa e atingiam ótimos resultados.

Até mesmo as 64 cores simultâneas do aparelho que deveriam ser seu calcanhar de Aquiles, no final não atrapalharam o console, que teve jogos bem coloridos como Ristar, Ranger X e Mr. Nutz por exemplo.

Da mesma forma que escolhi os jogos na lista anterior, os jogos serão escolhidos apenas por suas qualidades gráficas e outros pontos como jogabilidade são serão considerados.


quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Kururin Squash! (Game Cube)



Kururin Squash! é o terceiro jogo da franquia Kuru Kuru Kururin, que nasceu no Gameboy Advance em 2001. O jogo foi produzido pela Eighting e publicado pela Nintendo em 2004.

O jogo não foi lançado fora do Japão, e também não recebeu nenhuma tradução, então para joga-lo tem que encarar o idioma mesmo(caso você saiba Japonês fica fácil). Mas como o jogo tem pouco texto isso não prejudica muito. 

Você controla uma máquina com uma hélice chamada Helirin utilizando o direcional analógico, e o objetivo é chegar ao fim da fase sem encostar nas paredes e você também deve desviar dos obstáculos e inimigos que estão presentes em algumas fases. O personagem possui três corações, e os check points são umas flores coloridas que recarregam os corações do personagem. 


As fases são bem construídas, o level design desafia o jogador e possui alguns puzzles simples, como girar alguma manivela, ou acertar certo botão. Os chefes são bem criativos e precisam de certa estratégia para serem derrotados. 
Em algumas fases você controla Helirin de vários modelos e com habilidades diferentes, como uma luva de boxe para destruir obstáculos e inimigos, tem também o modelo que pode mergulhar, passando por baixo de inimigos e obstáculos.


Os controles são ótimos, respondem muito bem mesmo ao mais leve toque, e isso é essencial nos lugares mais apertados. O Botão B faz o bastão ir mais rápido e o botão R faz ela girar mais rápido. 

O visual do jogo é bem cartunesco e colorido, bem tipico da Nintendo. Os cenários são bem renderizados e possuem um efeito de transparência que da uma aparência bem bonita ao jogo. Os efeitos de explosão são bons e a tela vai encher de inimigos sem dar nenhum slowdown. 


As músicas do jogo são bem legais, e dão aquele clima tranquilo, tentado deixar o jogador relaxado enquanto tenta passar pelas fases mais cabeludas... 


Mas não se deixe enganar pelo visual colorido e infantil, pois o jogo é bem difícil! Conforme você vai avançando, as fases ficam muito mais complexas, se tornando labirintos cheios de espaços apertados que são um verdadeiro teste de paciência para o jogador. 

O jogo tem moedas espalhadas pelas fases, e existe um contador com o percentual de moedas recolhidas, e para coletar todas você tem que entrar em locais escondidos que são muito difíceis de entrar e sair. O jogo usa a conectividade com o GBA, para que até quatro jogadores possam usar seu GBA como controle e tela.
                                 

Jogo muito underrated do Game Cube, é bem difícil fazer 100% em todas as fases e sua jogabilidade é simples e viciante. Bem recomendado!